A alta representante da ONU para o desarmamento, Izumi Nakamitsu, saudou, esta segunda-feira, a decisão da Coreia do Norte de suspender os ensaios com mísseis nucleares e balísticos e de encerrar instalações nucleares como “desenvolvimentos encorajadores”.

Izumi, que tem o cargo de subsecretária-geral, disse esperar que as medidas anunciadas “contribuam para reforçar a confiança” e “facilitar o diálogo”.
A responsável advertiu, contudo que, em geral, “a ameaça do uso, intencional ou não, de armas nucleares está a aumentar”, lamentando “um hiato” nas negociações para o controlo de armas e desarmamento.
Nakamitsu falava na abertura de uma conferência preparatória do 50.º aniversário do Tratado de Não-Proliferação (TNP), em 2020.
A Coreia do Norte anunciou no sábado que suspendeu os testes nucleares e o lançamento de mísseis de longo alcance e que tem planos para encerrar as suas instalações de testes nucleares.
Os EUA, a Coreia do Sul e a União Europeia já saudaram a decisão de Pyongyang, que ocorre uma semana antes da prevista cimeira entre Kim Jong-un e o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, prevista pata 27 de Abril.
Está igualmente prevista a realização, em finais de maio ou início de Junho, de uma cimeira com o Presidente norte-americano, Donald Trump, também centrada na desnuclearização da Coreia do Norte.

(RM/ NMinuto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here