“Karingana wa Karingana: à volta da fogueira ou do telemóvel? Ler e contar estórias na era do smartphone” é como se designa a sessão de conversa sobre livros e leitura na era dos telemóveis.

O encontro terá lugar às 18.00 horas de hoje, em Maputo, e surge no âmbito do 23 de Abril, Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.

O debate vai girar em torno da proliferação de tecnologias móveis e de baixo custo que, na óptica dos organizadores do evento, têm criado uma nova geração de pessoas que lêem em dispositivos móveis e consomem a chamada literatura digital.
Estas ferramentas tecnológicas disponibilizam literatura em formatos que fazem nascer conceitos novos na produção literária como romances e seriados, disponíveis por capítulo e microficção, numa tentativa de cativar novos leitores e aumentar os níveis de leitura.
A académica Sandra Tamele, organizadora desta sessão, refere que os novos modelos de leitura tiveram um enorme sucesso na Ásia, e agora reverbera nos países anglo-saxónicos.
As ferramentas oferecem aos leitores a conveniência de estórias na ponta dos dedos, acessíveis de qualquer lugar, a qualquer momento e em formato de mensagens SMS.
“Como pode Moçambique, país onde a tradição oral ainda prevalece, acompanhar estes desenvolvimentos?”, questiona Sandra Tamele, adicionando ser sobre isso que irá se falar.
Os editores Celso Muianga, Paulo Guerreiro e Tavares Cebola são os convidados que irão debater este tema numa mesa redonda moderada por Sandra Tamele.
No evento serão ainda partilhadas sugestões literárias de Moçambique, Angola, Brasil, Espanha, França, Itália, Portugal, Reino Unido, Rússia e Suíça.
A celebração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor será acompanhada por intérpretes de língua de sinais.

(RM Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here