O Banco de Moçambique quer que as despesas turísticas realizadas no estrangeiro sejam reflectidas nas contas nacionais.

Para o efeito, foi lançado esta segunda-feira, em Maputo, o projecto-piloto de controlo de receitas fora do país, do Ministério da Cultura e turismo em parceria com o Banco de Moçambique.

O vice-governador do Banco de Moçambique, Victor Gomes, disse que para melhorar cada vez mais a balança de pagamentos, os operadores turísticos devem adoptar a facturação dos seus serviços através da rede bancaria nacional.

Victor Gomes referiu que a iniciativa deverá a médio prazo impulsionar a captação de receitas de exportação do turismo dado que estarão criados mecanismos de prestação de informação sobre o sector.

A contribuição das receitas do sector do turismo registou um crescimento em 39 por cento factor que representa 2.3 por cento do Produto interno Bruto.

Segundo o Ministro da Cultura e Turismo, Silva Dunduro, no ano passado, o sector foi responsável pela criação de mais de sessenta e três mil e quinhentos postos de trabalho contra 58 mil em 2016.

O Sector do turismo arrecadou 151 milhões de dólares de receitas de turismo internacional em 2017, numa altura em que a preocupação ainda reside na criação de mais mecanismos de prestação de informação sobre o sector.

(RM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here