O objectivo é formar 233 mestres, 100 doutorados e 16 pós-doutorados.

A Suécia atribuiu um apoio de 355 milhões de coroas (35,5 milhões de euros) para formação de doutorados e desenvolvimento científico na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), em Moçambique, anunciou hoje a embaixada daquele país europeu.

A verba vai ser aplicada ao longo de cinco anos para “desenvolver novos programas locais de mestrado e de doutoramento na UEM e fortalecer os já existentes”, anunciou a representação diplomática em comunicado.

O programa será implementado em colaboração com universidades suecas e sul-africanas, que receberam parte dos estudantes nas áreas em que a universidade ainda tem limitações de formação.

A UEM é a mais antiga instituição de ensino superior em Moçambique e a parceria com a Suécia remonta a 1978.

(AIM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here