O tráfego de viaturas na Estrada Nacional Número Um (EN1) vai sofrer um ligeiro desvio, à entrada da vila da Manhiça, na província de Maputo, para dar lugar a obras de reparação de uma ponte ferroviária, no cruzamento entre esta rodovia e a linha do Limpopo.

O desvio do tráfego naquele ponto, que deverá durar vinte e cinco dias, já tinha sido programado pela empresa de Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), mas acabou sendo precipitada por um acidente ocorrido na última segunda-feira, quando a carga contida num camião da firma Transportes Lalgy embateu na ponte, devido à altura excessiva do veículo.
Na sequência do acidente de segunda-feira, o trânsito de viaturas de e para o norte do país ficou interrompido naquele ponto, situação que só se minimizou com a abertura do desvio.
Segundo a administradora distrital da Manhiça, Cristina Mafumo, a interrupção do tráfego sob a ponte tem em vista realizar os melhoramentos sobre a ponte e reforço da sua sinalização.
Até ao princípio da tarde de ontem decorriam os trabalhos de remoção do camião e dos dois transformadores que ficaram entalados debaixo da ponte. Uma vez concluído o trabalho, o empreiteiro foi mobilizado para o arranque dos trabalhos de reabilitação da ponte.
Cristina Mafumo disse que o embate do camião resultou em danos ainda por avaliar, apesar de serem visíveis. A transportadora não terá obedecido ao limite de altura referido recomendado para aquela ponte, que é de 4.5 metros.
Com o início das obras, o tráfego de viaturas naquele ponto está definitivamente interrompido por um período de 25 dias, uma vez que estão a ser montados andaimes em toda a largura da ponte.
As obras, segundo apurou o “Notícias”, não incluem o aumento da altura da ponte.(RM /Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here