O ex-ministro da Costa do Marfim Hubert Oulaye foi ,esta terça-feira, condenado a 20 anos de prisão por cumplicidade no homicídio de 18 pessoas, incluindo sete soldados das Nações Unidas, pelo tribunal de Abidjan.

O antigo político, que acabou por regressar a casa depois de os seus advogados terem pedido recurso, considerou que se trata de “uma condenação sem prova” e de “uma condenação política”.
A procuradora-geral Mireille Kouassi pediu a prisão dos dois acusados no processo sobre a morte de 18 pessoas num ataque na zona oeste da Costa do Marfim em Junho de 2012: Hubert Oulaye, de 64 anos e que foi ministro da Função Pública do ex-Presidente Laurent Gbagbo na década de 2000, e Maurice Djire, de 37 anos.
“De forma evidente, Hubert Oulaye forneceu os meios financeiros com vista à instalação de uma rebelião no oeste”, afirmou a responsável, considerando que “o cúmplice é por vezes mais perigoso que o autor” dos crimes.

(RM/NMinuto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here