Para o próximo ano lectivo de 2018, o sector da Educação necessita de 8500 professores. No entanto, deste número, poderão ser contratados apenas dois mil. A falta de cabimento orçamental está na origem de contratação de poucos professores. A informação foi revelada pelo Director Nacional de Alfabetização e educação de adultos durante cerimónia de graduação de 400 professores do modelo décima classe mais um, formados no Instituto de Formação de Chibata.

E porque em todos os dísticos patentes na ocasião estava escrita a palavra “ceremónia”, ao invés da correcta “cerimónia”, quisemos saber da qualidade dos professores formados no Chibata, ao que Arlindo Nhancune reconheceu ser fraca, avançando que estão em curso reformas nos modelos de formação.

Mesmo perante este quadro sombrio, os professores ora graduados prometem no terreno fazer de tudo para contribuir na melhoria da qualidade de educação.

Dos cerca de 600 graduados este ano pelo Instituto de Formação de Professores de Chibata e pela ADPP, apenas oitenta terão afectação no próximo ano lectivo.

Carlitos Cadangue

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here