Daviz Simango poderá ser reconduzido ainda hoje à presidência do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), no terceiro e penúltimo dia do seu II Congresso que se realiza na cidade nortenha de Nampula.

A AIM soube de fontes internas do MDM que reina certa unanimidade em relação a manutenção de Daviz Simango na liderança daquela formação política e por via disso candidato natural às presidenciais de 2019.

O porta-voz do MDM, Sande Carmona, referiu que os debates dos congressistas apontam para a manutenção de Simango na liderança por mais cinco anos.

‘Tudo indica que o presidente será reeleito, mas a confirmação disso será feita ainda hoje. Os debates estão a ser muito intensos’, afirmou.

Entretanto, algumas mudanças já aconteceram nos órgãos do partido como foram os casos do aumento do número de membros do Conselho Nacional de 70 para 82.

Carmona referiu que na discussão da revisão dos estatutos decidiu-se pela manutenção de alguns articulados. O presidente do partido continuará a ter a prerrogativa de propor o nome do Secretário-geral enquanto a eleição dos membros da Comissão Política e delegados, a todos os níveis, serão avaliados no próximo Congresso, explicou.

O II Congresso do MDM termina sexta-feira.

(AIM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here