O movimento islâmico Hamas apelou, esta quinta-feira, a uma nova revolta popular palestiniana contra a decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, que reconheceu Jerusalém como a capital de Israel.

“Só podemos enfrentar a política sionista, apoiada pelos Estados Unidos, lançando uma nova Intifada”, disse o líder do Hamas, Ismail Haniyeg, num discurso na Faixa de Gaza.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu na quarta-feira Jerusalém como capital de Israel, tornando-se no único país do mundo a tomar essa decisão.

O facto representa uma ruptura em relação a décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana no âmbito do processo israelo-palestiniano.

(RM-NM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here