As empresas Tatos Botão, LDA e a Austral Cimentos Sofala S.A, que funcionam na província central de Sofala, são consideradas como estando a dar passos significativos, que as permite estarem cotadas na Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) até meados do próximo ano.

A informação foi avançada pelo presidente do Conselho de Administração (PCA) da BVM, Salimo Valá, que durante cinco dias, até esta sexta-feira, conjuntamente com outros quadros desta instituição, divulgou a natureza do mercado de capitais e o papel deste organismo na promoção do sistema financeiro e do desenvolvimento económico.

A Tatos Botão, com sede na Beira, capital de Sofala, é especializada na construção e manutenção de linhas férreas e outras infra-estruturas, enquanto a Austral Cimentos Sofala localizada na vizinha Dondo, produz cimento para construção. As duas acabam de ser visitadas pela equipa da BVM.

A declaração de rendimentos, auditorias regulares às contas e contabilidade organizada são alguns dos requisitos exigidos para que uma empresa esteja cotada na bolsa de valores.

“Visitamos as empresas Tatos Botão e a Austral Cimentos Sofala, na Beira e no Dondo. Ficámos com a impressão de que as duas empresas estão a envidar esforços para estarem cotadas na bolsa até Junho do próximo ano. Isto demonstra a vontade de estarem inscritas na bolsa” “referiu Valá, citado hoje pelo “Diário de Moçambique”.

A BVM é uma instituição do Estado tutelada pelo Ministério da Economia e Finanças, cujo objectivo é organizar, gerir e manter um mercado central de valores mobiliários no país. Foi criada em 1998, tendo entrado em actividade em 1999. Contudo, até hoje conta apenas com seis empresas cotadas.

Os investidores podem participar no mercado de capitais, comprando ou vendendo títulos cotados nesta instituição financeiro.

(AIM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here