Moçambique deverá servir de um exemplo estratégico, a nível mundial, na implementação do TIP TOP, projecto para Transformar o Tratamento Intermitente Preventivo Para Assegurar uma Óptima Gravidez.

Segundo o director-executivo da UNITAID, Lelio Marmora, desde o “primeiro momento”, o país mostrou interesse em abraçar os projectos daquela agremiação global.

Falando a imprensa, hoje em Maputo, após audiência de cortesia que que lhe foi concedido pelo Primeiro-Ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, Marmora disse que a UNITAID considera Moçambique como pioneiro do projecto no mundo por reconhecer as lideranças políticas do país.

Fundada em 2006, a UNITAID é uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) que visa promover a saúde global, sobretudo na busca de soluções para acabar com a tuberculose, HIV/SIDA e malária.

Explicando o facto de ter escolhido Moçambique como pioneiro do TIP TOP, Marmora disse que é “pela liderança política. Neste tipo de projectos se necessita de um ministério muito forte e convencido de ganhar resultados positivos. Moçambique demostrou uma equipa de profissionais aptos em apoiar este projecto”.

No quadro da visita que efectua ao país, o director-executivo garantiu que a UNITAID vai desembolsar cerca de 50 milhões de dólares para apoiar quatro países, incluindo Moçambique.

Em Moçambique, segundo ministra da Saúde, Nazira Abdula, o TIP TOP deverá abranger cerca de 100 mil mulheres grávidas e seus respectivos bebés.

Com uma duração de cinco anos e a ser implementado no distrito de Nhamatanda, província central de Sofala, e posteriormente expandido para os distritos de Meconta e Rapale, província setentrional de Nampula, o TIP TOP deverá mobilizar as estruturas comunitárias, bem como acções de formações.

Segundo o Inquérito de Indicadores de Imunização (Malária, HIV/SIDA) em Moçambique (IMASIDA, 2015), mais de 28 por cento de mulheres grávidas tem infecção malárica devido a busca tardia dos serviços pré-natais, o que contribui para as baixas coberturas do TIP da malária na gravidez.

As actividades da UNITAID permitem a introdução, em grande escala, de produtos de saúde, através do financiamento pelo Fundo Global do Plano de Emergência do HIV/SIDA do Presidente dos Estados Unidos e de Governos.

(AIM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here