Um flavonóide chamado quercetina que se encontra na cebola mostrou ser capaz de diminuir e até matar células cancerosas.

A quercetina originária da cebola roxa mostrou ser a mais eficaz a eliminar as células cancerígenas em testes de laboratório que punham em contacto directo as células de cancro do cólon e da mama com o estrato de quercetina de vários tipos de cebola.

Segundo cita o Daily Mail, o principal autor do estudo Abdulmonem Murayyan, da Universidade de Guelph, disse: “Descobrimos que as cebolas são excelentes a matar células cancerosas. As cebolas ativam caminhos que estimulam as células cancerosas levando-as à morte celular. Elas promovem um ambiente desfavorável para as células cancerígenas e perturbam a comunicação entre elas, o que inibe o seu crescimento.”

Apesar das promissoras conclusões, os investigadores sublinham que elas se referem a testes em laboratório e que isso não quer dizer que o mesmo aconteça por se comer cebola, pois o corpo humano é muito mais complexo.

Ainda assim, se com mais estudos os cientistas conseguirem identificar as moléculas das cebolas que têm esses efeitos anti-cancro isto poderá significar, no futuro, a criação de uma droga para combater o cancro.

 

(RM/NMinuto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here